Um Corpo que Causa / vertiGo (2011)

performance

diretor e performer / director and performer

Um ato coreomusical. Misto de cabaret, palestra ébria, karaokê transbordante.
Como se freddie mercury usasse a peruca de cauby peixoto para cantar barbra streisand com a voz de caetano vestido de pequena sereia recitando um texto de Michel Foucault.
O baiano Jorge Alencar dança até ficar com dó de si. Uma performance solo ao lado de seu boy e seu irmão caçula.
Feito para acontecer em uma escadaria de diva, o trabalho propõe estratégias de produção de sexualidades como espaços de delírio.

 

“vertiGO" is a queer-performative-cabaret in wich Brazilian artist Jorge Alencar rolls down a diva's staircase (literally), triggers theoretical texts, sings pop and melancholic songs, dances in a way that implies his overflowing (homo)sexuality. As a political choreographic act.
To do so, he embodies Michel Foucault, Disney’s Little Mermaid, Freddie Mercury, Judith Butler, Paul B Preciado, Caetano Veloso and Kaoma (the “lambada" music group).

The performance aims to produce strategies of sexuality as delirium spaces.

  • YouTube Black Square

Concepção, criação e causação created and performed by: Jorge Alencar / Músico e irmão caçula musician: Yuri Alencar / Assistente de palco de luxo e marido stage assistant and husband: Neto Machado / Look e make up: Neto Machado e Bruna Valente / Orientação vocal Vocal coach: Manuela rodrigues / Dublê para escadarias perigosas stuntman for dangerous staircaises: Fábio Osório Monteiro / Direção de produção production direction: Ellen Mello / Colaboração artística artistic collaboration: Neto Machado, Ellen Mello, Leo França, João Miguel, Isabel Ferreira / video teaser: René Guerra

 

Produzido por produced by: Dimenti Produções Culturais

  • w-facebook
  • w-flickr